31 maio 2016

Willa Holland revela que Warner obrigou corte de personagens para favorecer filmes

Willa Holland, que da vida a personagem Thea Queen em Arrow, participou de uma entrevista recente ao Mirror Online, e soltou o verbo revelando que alguns personagens foram cortados da série devido à criação do universo cinemático da DC.

Frustrada, Willa disse que a Warner e a DC deveriam aprender com as séries da Marvel:

“A Marvel faz, à sua própria estranha maneira, a mistura entre Agents of S.H.I.E.L.D., os filmes e demais coisas. Então, é um pouco perturbador, porque você sabe que é possível e pode ser feito, e que seria muito bom se fosse feito”.

“Quando a DC descobriu que iriam fazer seu próprio filme, nós tivemos que cortar todos os personagens. Foi irritante no começo, e depois, quando Stephen (Amell) descobriu que teria um filme da Liga da Justiça parecia, com razão, que ele seria o Arqueiro Verde na produção, assim como Grant (Gustin) seria o Flash. Essa parecia ser a resposta natural”, disse a atriz.

Mas não foi bem assim que aconteceu. A DC resolveu separar o universo cinemático das séries televisivas – apesar de ter obrigado o corte de personagens em Arrow!

“Assim que eles disseram não, nós não poderíamos brigar com eles sobre isso, porque eles são os que nos deram um trabalho. Temos apenas que abaixar a cabeça e aceitar”, disse Holland.

Por fim, a publicação sugere que a recente morte da Canário Negro em Arrow pode estar relacionada a essa construção do universo cinemático da DC de forma independente das séries televisivas.

Fontes: Minha Série e Mirror Online


wellington-ricelli

Apaixonado por séries, cinema e games. Só queria ter a fortuna da família Queen. É pedir muito nessa vida?

  • Priscila Portela

    Sinceramente? Acho que a Warner e DC deveria ser mais unida. E acho que se temos a construção de Amell como o Green ARROW e Grant como Barry (The flash) deveria se expandir para o universo cinematográfico e não colocar atores diferentes.

    • Sabrina Varges Oliveira

      Concordo plenamente!!! Fica até mais interessante, pois os fãs da série ficariam ansiosos para ver o filme, e aqueles que assistirem o filme e não acompanham a série, se sentiram motivados a acompanhar a série.

      • Dany Sousa

        Concordo com vocês plenamente, seria uma forma de atrair mais o público etc, bem mas interessante… E se fosse pra separar o mundo cinematográfico do televisivo então que fosse totalmente, não havendo corte de personagens nas séries para beneficiar o custeio dos filmes.

        • Gabriel

          acho difícil isso acontecer pois nem sempre o fã de cinema vai parar e dedicar o seu tempo vendo uma serie. seria interessante ter os atores refazendo o papel deles no cinema porem eles teriam que ser reinseridos pois senão muitas das pessoas que não acompanham a serie e vão somente no cinema ver o filme ficariam perdidas nos filmes

          • Dany Sousa

            Eu já discordo da sua ideia, como no meu comentário acima. E se falando em filmes e séries de heróis sempre o personagem fica com a cara do ator por muito tempo na cabeça do público e outra também que se tratando de filmes de heróis os fãs de fato acompanham séries, hq’s e etc, tudo que saí na mídia sobre os mesmo!

          • Gabriel

            O problema é que nem todos que vão ao cinema ver os filmes são fãs de quadrinhos ou da serie um filme igual batman vs superman, e(ou) Capitão América guerra civil levou milhões de pessoas para o cinema e a historia não condizia com tudo que acontece nos quadrinhos
            Mais como eu disse seria interessante ter os atores revisando seus papeis mais eles precisariam ser reinseridos no mundo do cinema de um jeito diferente da serie e o arqueiro verde não esta nos planos dos filmes portanto eu acho muito difícil ver o Stephen Amell dando vida ao arqueiro verde quanto ao flash talvez seja injustiça talvez não pois nos quadrinho o Barry Allen é um cara forte e o Grant Gustin é franzino
            Eu adoro as duas series não gostei tanto de batman vs superman pelo tom dark do filme e acho que tem muito o que melhorar mais vamos ver no futuro o que acontece

          • Vibe

            Cara, tu pode botar o Ezra Miller para ser o Barry Allen/Flash, mas ele vai atuar para ser, enquanto o Gustin “É” o personagem, ele pode ser moldado no que tu quiser, assim como o Tom Canavagh já disse na reportagem posta mais abaixo pelo Reverb.

  • Luciano Fernandes

    O Fato de cortar personagens por causa dos filmes eu acho extremamente chato, quanto a separação dos universos eu acredito que é algo benéfico pras series de tv, pois quando vc introduz a liga em universo como do flash, vc não pode ter ameaças muito grandes sem o envolvimento deles, acaba sendo um tiro no pé como aconteceu algumas vezes em supergirl com o superman. E as series de tv não tem suporte pra ter atores e feitos especiais como nos filmes. A propria Marvel peca muito nisso as vezes, e nas series da netflix por exemplo que se passa no mesmo universo, eles nem podem citar os nomes dos herois do filmes. Acho que a DC escolheu um bom caminho, só podia largar de frescura e liberar alguns personagens pra tv também

    • Reverb

      Em uma recente entrevista ao The Nerdist,
      Tom Cavanagh, que interpreta Harrison Wells na série, comentou as
      declarações do diretor Zack Snyder sobre a não escalação do ator Grant
      Gustin para o papel do Flash nos cinemas:

      “Isso que o Zack Snyder falou, que ‘esse não é o universo
      que estamos construindo’ é terrível para um ator, porque ele está
      atuando. Ele é feliz e brincalhão por estar atuando dessa forma. Ele não
      é Barry Allen, ele é Grant Gustin. Ele criou isso. Se você quer o seu
      Flash de cabelo comprido e preguiçoso, o Grant pode interpretar isso.
      Ele faz parecer fácil e faz todos pensarem que ele é assim, porque ele é
      um ator muito talentoso.”

      Além de tecer grandes elogios ao seu companheiro de set, Cavanagh não
      poupou palavras duras contra o diretor Zack Snyder pela declaração
      polêmica.

      “Se o Zack Snyder quisesse que Grant fizesse uma
      releitura do Flash, ele ficaria chocado. É muito louco para um diretor
      importante de Hollywood dizer que ‘esse não é o universo’. É um equívoco
      muito grande da parte dele. Se você for um bom diretor, será capaz de
      pegar um ator com talento e moldá-lo no que você quiser, e o Grant pode
      fazer isso.”

      Após isso, o ator também não deixou de elogiar o que a Warner Bros. Pictures e a DC Comics estão fazendo nos cinemas:

      “Os filmes são tremendos. Eles estão construindo tudo. A
      grande diferença é que em The Flash tivemos dois anos para ganhar os fãs
      e contar nossa história, enquanto os filmes possuem duas horas. Isso
      não é algo fácil de fazer. E é por isso que você vê tantos passos em
      falso. É bem difícil seguir isso da maneira certa, e eu disse isso a
      Grant quando foi anunciado, ‘Olha, isso acontecerá daqui a alguns anos.
      Você quer ser apenas o Flash? Você tem talento para estar em um filme do
      Spielberg.’ E é isso que acontecerá com ele” – disse o ator.

      Tom ainda foi mais além, explicando que ele até acredita que não seja
      interessante para Gustin ter o seu primeiro papel na tela grande
      interpretando o herói.

      Créditos: Matéria feita por Jornada Geek.

  • Marlon Nascimento

    então oque vemos em series não vale nada. :/

  • Leo

    É só imaginarmos que as series são a terra-1 e os filmes são a terra-2

  • Gabriel Barbosa

    o arqueiro verde vai aparecer na liga? Me disseram q ele n ia? O arqueiro verde vai aparecer nos prox filmes

    • Green Arrow

      Não vai, e não vai aparecer nos próximos. Para ele ser incluido necessecitaria de um filme solo dele, explicando sua chegada, ou um filme da Liga com intuito de formar a Justice League: Second Generation, ou seja a que contém a chegada do Green Arrow. Em outras palavras, não tenha esperanças. 🙂