Willa Holland, que da vida a personagem Thea Queen em Arrow, participou de uma entrevista recente ao Mirror Online, e soltou o verbo revelando que alguns personagens foram cortados da série devido à criação do universo cinemático da DC.

Frustrada, Willa disse que a Warner e a DC deveriam aprender com as séries da Marvel:

“A Marvel faz, à sua própria estranha maneira, a mistura entre Agents of S.H.I.E.L.D., os filmes e demais coisas. Então, é um pouco perturbador, porque você sabe que é possível e pode ser feito, e que seria muito bom se fosse feito”.

“Quando a DC descobriu que iriam fazer seu próprio filme, nós tivemos que cortar todos os personagens. Foi irritante no começo, e depois, quando Stephen (Amell) descobriu que teria um filme da Liga da Justiça parecia, com razão, que ele seria o Arqueiro Verde na produção, assim como Grant (Gustin) seria o Flash. Essa parecia ser a resposta natural”, disse a atriz.

Mas não foi bem assim que aconteceu. A DC resolveu separar o universo cinemático das séries televisivas – apesar de ter obrigado o corte de personagens em Arrow!

“Assim que eles disseram não, nós não poderíamos brigar com eles sobre isso, porque eles são os que nos deram um trabalho. Temos apenas que abaixar a cabeça e aceitar”, disse Holland.

Por fim, a publicação sugere que a recente morte da Canário Negro em Arrow pode estar relacionada a essa construção do universo cinemático da DC de forma independente das séries televisivas.

Fontes: Minha Série e Mirror Online

Fonte das imagens: CW, Warner Bros TV. e CBS / Divulgação - Cortesia.